Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Publicidade RML

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
   
Capa
Entrevistas
Equipe
Mural
News
Contato
Reviews
CD's
DVD's
Demos
Magazines
Shows
Multimídia
Fotos
Links
Bandas
Zines
Gravadoras
Rádios
Diversos

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Untitled Document
 
 

Versão para impressão .

Enviar por e-mail .

Receber newsletter .

Versão PDF  .

Relatar Erro [erro]

 

Reviews Cds's

ALTERA O
TAMANHO DA LETRA
 

Recife Metal Law - O seu portal de informação!

 

FLAGELADÖR - Obcecado por Sangue


FLAGELADÖR
“Obcecado por Sangue”
Dark Sun – Nac.


Após o lançamento do ótimo primeiro álbum, “A Noite do Ceifador” (2006), a banda carioca Flageladör chega ao seu segundo full lenght, “Obcecado por Sangue”, que continua a saga do Metal cantado em português feito pela banda. Com uma gravação um pouco abafada, e que deu um ‘charme’ todo especial a esse lançamento, a banda destila oito petardos musicais totalmente fiéis ao estilo ‘old school’ do Heavy Metal. O Flageladör sempre foi conhecido por toda a influência do Motörhead, a qual carregava em sua sonoridade, mas esse segundo álbum da banda, apesar de ainda trazer alguns resquícios dos ingleses, foi além dessa influência. E isso já começa com a maravilhosa faixa-título e suas fortes linhas de baixo, a cargo de V. Selvagem. E o baixista fez jus ao seu pseudônimo, fazendo agressivas e selvagens bases, com o baixo pulsando o tempo todo. Esse disco é aquele típico álbum que faz o ouvinte aumentar o som e bater cabeça como um louco! Não há como ficar inerte a temas como “Possessão Diabólica” e “Lançado às Chamas”, para citar apenas duas. Os vocais semi-roucos de A. Exekutör (também responsável pelas guitarras) casam bem com a sonoridade proposta pela banda, bem como com as letras, já que cantar Heavy Metal em português não é nada fácil. O som da banda transita entre o Speed e o Thrash Metal, porém carregado de forte influência do Heavy Metal feito por bandas da NWOBHM, inclusive “Render-se Jamais” tem riffs iniciais que remetem de cara aos primórdios do Iron Maiden, mais precisamente à música “Transylvania”, de seu primeiro álbum. Enfim, um álbum que agradará aos fãs mais ortodoxos do Heavy Metal, afinal o álbum traz muita influência das bandas pioneiras, inclusive com alguns traços de bandas da década de 70, tanto em alguns andamentos, como em alguns solos das músicas. Caso eu fosse dar nota a esse lançamento, não seria menor do que 10!

Site: www.myspace.com/flagelador666
E-mail: flagelador666@bol.com.br

Resenha por Valterlir Mendes
 
 
Busca no site
 
Veja tambm