Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Publicidade RML

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
   
Capa
Entrevistas
Equipe
Mural
News
Contato
Reviews
CD's
DVD's
Demos
Magazines
Shows
Multimídia
Fotos
Links
Bandas
Zines
Gravadoras
Rádios
Diversos

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Untitled Document
 
 

Versão para impressão .

Enviar por e-mail .

Receber newsletter .

Versão PDF  .

Relatar Erro [erro]

 

Reviews Cds's

ALTERA O
TAMANHO DA LETRA
 

Recife Metal Law - O seu portal de informação!

 

BRUTAL MORTICÍNIO - Despertar dos Chacais… Outono dos Povos


BRUTAL MORTICÍNIO
“Despertar dos Chacais… Outono dos Povos”
Independente – Nac.


 “Despertar dos Chacais… Outono dos Povos” foi originalmente lançado em 2008, mas a primeira prensagem foi distribuída rapidamente, e no ano passado a banda decidiu por fazer uma nova prensagem. Apesar de contar com uma produção simples, a parte gráfica ficou muito bem feita. O CD (que não foi prensado de forma profissional, mas de tão bem feito parece que foi) vem envolto numa espécie de slipcase, com um encarte sobressalente onde temos as letras. A banda faz um Black Metal cantado em português, e o interessante é ouvir a sonoridade da banda, que não descamba para a pancadaria exagerada. Basta ouvirmos “A Escuridão me Conforta”, que até uma parte acústica tem, para percebermos que o Brutal Morticínio preferiu apresentar uma musicalidade apurada a usar partes extremas e maçantes. Os vocais de Tormento são usados de forma a se entender o que a banda passa em suas letras e, apesar de agressivo, são bem inteligíveis. As músicas trazem certa influência da ‘velha escola’ do Death/Black Metal, algo perceptível ao se ouvir a excelente “Banho de Sangue”, que traz criativos riffs e solos de guitarras, essas também a cargo de Tormento. As músicas também trazem algumas passagens mórbidas, em meio a pancadaria apresentada, como em “A Eterna Marcha da Devastação”. Poderia comentar música por música desse disco, mas me estenderia bastante, uma vez que cada canção apresentada traz sua peculiaridade. Algumas partes seguem a brutalidade habitual do Black Metal, mas isso não é uma constante nas músicas, por isso que o som do Brutal Morticínio tem sua peculiaridade, uma vez que não se prendeu aos clichês do estilo. A gravação ‘casou’ bem com o estilo, não muito limpa, não muito suja, e agradará em cheio, tanto os velhos fãs do estilo ou mesmo os que estão começando a ouvir Black Metal agora. A banda é complementada pela competente ‘cozinha’ formada pela baixista Mielikki e pelo baterista Mephistopheles.

Contatos: Rua General Bento Martins, 116 – Santo Afonso. Novo Hamburgo/RS. CEP: 93.425-140.
E-mail: brutalmortis@gmail.com
Site: www.myspace.com/brutalmortis

Resenha por Valterlir Mendes
 
 
Busca no site
 
Veja tambm